pt
Atendimento Permanente Todos os dias das 08:00-22:00 +351 217 582 336 geral@clinicalambert.pt R. Cordeiro Ferreira 3 1750-071, Lisboa

Parar de fumar com a Clínica Lambert

Parar de fumar pode ser um desafio. O hábito, que tende a começar na adolescência, prolonga-se durante a vida e torna-se, ao longo do tempo, cada vez mais difícil de descontinuar. Para além de fazer mal à sua saúde, interfere com a qualidade do ar das pessoas ao redor do fumador. Por isso, na Clínica Lambert, temos hoje disponível a Consulta de Cessação Tabágica com o Doutor Vítor Veríssimo. Com a ajuda do nosso especialista vai conseguir libertar-se desta prejudicial adição e recuperar a sua energia. Como?

Parar de Fumar: as dificuldades. 

Se fuma, sabe que tem de parar. Os efeitos secundários deste término podem levar a um aumento de peso e mudanças de humor. No entanto, nem todas as pessoas sofrem destes efeitos secundários.  

O aumento de peso deve-se à aceleração do metabolismo causada pela nicotina, que faz com que o corpo queime mais calorias durante o sono. Sem a ajuda dos cigarros, tal não acontece. Esta substância também causa uma diminuição psicológica do apetite. Ou seja, distrai o fumador da sensação de fome. 

Já as mudanças de humor remetem para a adição à nicotina – que não deixa de ser uma droga poderosa que influencia o nosso sistema nervoso. A “ressaca”, apesar de não acontecer a todas as pessoas, é natural. O mesmo acontece com o desmame de medicação, por exemplo. A boa notícia, não obstante, é que o tempo cura tudo. Ou pelo menos, estas variações. 

Parar de fumar: os benefícios. 

Talvez fique admirado, mas a recuperação do seu corpo à nicotina começa imediatamente após o seu último cigarro. O nosso sistema imunitário é uma máquina com uma capacidade de regeneração impressionante e, por isso, passados 20 minutos da cessação, a sua frequência cardíaca começa a estabilizar de imediato. Agora imagine o que acontecerá se parar durante anos. 

Parar de fumar: recuperação do sistema respiratório e cardiovascular.   

Os fumadores têm uma capacidade pulmonar menor, comparativamente às pessoas não-fumadoras. Isto porque o corpo não recebe tanto oxigénio, devido aos danos causados pelo fumo. 

Primeiro: quando os pulmões são expostos a dióxido de carbono em excesso, os alvéolos pulmonares perdem elasticidade e isso leva à doença pulmonar obstrutiva crónica. Esta causa falta de ar, bronquite, respiração ruidosa, entre outros.  

Segundo: os cigarros contêm toxinas como alcatrão, danificando o processo de limpeza dos pulmões, o que leva à já referida reduzida capacidade de absorção de oxigénio dos pulmões. Quando os órgãos do corpo como o coração e o cérebro não recebem oxigénio suficiente, o cansaço despoleta por todo o corpo. 

Por isso, ao parar, vai melhorar: 
  • A sua energia vai aumentando gradualmente. 
  • Reduz as possibilidades de doenças cardiovasculares. 
  • Reduz as possibilidades de doenças pulmonares. 
  • Evita infecções pulmonares. 
Parar de fumar: melhoria no sistema reprodutor.

Um conselho que dá para todos os géneros, já que tanto homens como mulheres são afetados negativamente. No sexo masculino, os metais pesados encontrados no tabaco – cádmio e chumbo – são os principais agentes no que toca à deterioração do esperma. 

Para além disso, fumar remete também para o danificar do DNA encontrado no esperma, o que leva a uma maior probabilidade de abortos espontâneos e fertilidade reduzida. 

Para culminar, os fumadores têm um risco acrescido de disfunção eréctil. 

 As mulheres, se fumarem, também têm uma menor probabilidade de engravidar. Os ovários podem ser danificados e até a menopausa pode ser antecipada, graças ao hábito de fumar. 

Durante a gravidez, a adição pode aumentar a possibilidade de abortos espontâneos ou pode prejudicar a saúde do feto. 

Parar de fumar: evitar cancros no corpo

Se alguém na sua família próxima tiver tido cancro, a melhor opção é cessar, de imediato, o hábito de fumar. Isto porque é uma das ações mais importantes que uma pessoa pode tomar na luta contra esta doença. A chave está na prevenção. 

Cancros que pode desenvolver se não parar de fumar: 

  • leucemia mieloide aguda 
  • Bexiga
  • Pulmões
  • Cérvix
  • Cólon e ânus
  • Esófago
  • Rins
  • Fígado
  • Boca e garganta 
  • Pâncreas 
  • Estômago 
  • Laringe 
Parar de fumar: progresso ao longo do tempo.  

O melhor, então, é nunca começar a fumar. No entanto, apesar de todos estes problemas colocados pela adição à nicotina, a recuperação é possível. Veja este quadro, que demonstra como o seu corpo começa esse processo e como evolui ao longo dos anos.  

20 minutosFrequência cardíaca diminui. 
24 horasNíveis de nicotina a zero. 
Alguns diasO dióxido de carbono no sangue baixa ao ponto de um não-fumador. 
1 a 12 mesesTosse e falta de ar diminuem. 
1 a 2 anosRisco de ataque cardíaco baixa. 
3 a 6 anosRisco de problemas de coração diminui para metade. 
5 a 10 anosRisco na zona do maxilar diminuem para metade. 
Risco de apolepcia baixa. 
10 anosRisco de cancro pulmunar baixa para metade. 
Risco de cancro na bexiga e rins diminui. 
15 anosRisco de doença coronária Baixa para níveis de alguém que não fuma. 
20 anosRisco de cancro no pâncreas diminui para o nível de um não fumador. 

Parar de fumar: Consulta de Cessação Tabágica 

Agora que identificámos os benefícios de parar de fumar, queremos ajudá-lo ainda mais. A Clínica Lambert tem agora uma Consulta de Cessação Tabágica que vai ajudá-lo a criar estratégias para quebrar o vício de forma sustentada e duradoura ao conseguir controlar os sintomas relacionados com a abstinência da nicotina e substituí-los por atitudes saudáveis que substituem o ato de fumar. Para complementar, vamos fazer a identificação precoce dos impulsos, para que não tenha recaídas no futuro. 

Não hesite em contactar-nos, para mais informações. Estamos sempre aqui, para si. Ligue +315 217 582 336 ou envie um email para geral@clinicalambert.pt

Call Now Button