ALTER-G

A passadeira anti-gravitica ALTER G surge como um dos melhores exemplos a nível mundial de como a inovação e a tecnologia podem melhorar os cuidados de saúde prestados aos pacientes.

O equipamento ALTER G consiste numa passadeira onde se consegue regular a força da gravidade exercida sobre o utente. Assim, é possível determinar com que percentagem de peso se pretende que o paciente realize o exercício.

Este controlo sobre a percentagem de peso a que o paciente realiza a marcha/corrida. Já o exercício estático permite-nos introduzir precocemente, de uma forma segura, actividades que só seriam possíveis de realizar meses depois.

DINAMOMETRO ISOCINÉTICO

A avaliação isocinética tem como objectivo identificar desequilíbrios musculares que possam interferir na prática ou no retorno à actividade desportiva. O Dinamômetro Isocinético permite quantificar a função e o desempenho muscular do avaliado. Desta forma, consegue atuar como um método preventivo e terapêutico de lesões musculares.

As variáveis de Força, Potência e Resistência Muscular podem ser estudadas isoladamente para cada grupo muscular, podendo ser aplicada nas articulações de joelho, anca, tornozelos, punho, cotovelo e ombro. O procedimento é realizado com uma velocidade fixa e uma resistência adaptável.

Esta é a única maneira de sobrecarregar um músculo de modo dinâmico até sua capacidade máxima. Com esta avaliação podemos verificar possíveis desequilíbrios musculares. Paralelamente, são gerados parâmetros quantitativos e eficazes para optimizar a reabilitação física dos desportistas lesionados

A fase final de um processo de reabilitação define-se nos dias de hoje como um dos maiores desafios para o clinico e o paciente. A reintrodução do gesto técnico, da corrida e do salto são processos e passos fundamentais no percurso da recuperação.

É com base nesta necessidade que a Clinica Lambert criou o espaço “pré-competição” composto por um relvado sintético com 20metros de comprimento e 5 metros de largura perfeito para a sua iniciação ao treino.

ELECTROTERAPIA

A electroterapia é uma técnica de Fisioterapia amplamente utilizado como complemento na reabilitação dos mais diversos tipos de patologias. O uso da corrente eléctrica para alívio da dor vem desde o primeiro século, quando foi relatado o alívio da dor em um paciente de gota depois de uma Raia ter sido aplicada contra a sua pele. Cada tipo de corrente possui indicações e contra-indicações específicas e todas elas têm como objectivo auxiliar o processo de reabilitação.

Na clínica destacam-se entre outros aparelhos de electroterapia as Ondas de Choque, o Laser de alta intensidade, a TECAR e os electroestimuladores wireless (Compex).

HIDROTERAPIA

A hidroterapia é um dos recursos mais utilizados dentro da fisioterapia para tratamento e reabilitação das mais diversas patologias. É um tratamento altamente eficaz e clinicamente comprovado que traz inúmeros benefícios a todos os pacientes.

O contacto com a água hidroterapia promove no utente o aumento da força muscular e melhoras da função cardiorrespiratório, reduzindo o impacto nos membros inferiores. Paralelamente, oferece formas de realizar exercícios numa fase mais precoce, com segurança, durante o processo de reabilitação.

A imersão na água aquecida oferece benefícios como o relaxamento e analgesia, e a força de impulsão alivia a pressão sobre as articulações, reduzindo as forças gravitacionais implícitas ao movimento. Consequentemente, faz com que uma atividade em carga, por exemplo, que possa ser contraindicada no solo, seja realizada com segurança na piscina durante a sessão de hidroterapia.