pt
Atendimento Permanente Todos os dias das 08:00-22:00 +351 217 582 336 geral@clinicalambert.pt R. Cordeiro Ferreira 3 1750-071, Lisboa

Hérnia discal – Sintomas, Diagnóstico e Tratamento

As dores de costas são  comuns após um esforço mal ponderado como, por exemplo, levantar um fogão sozinho ou aquela peça de mármore que está no meio da sala.  Em princípio, pode não ser nada para além do conhecido “mau-jeito”. No entanto, todos os cuidados são poucos. As dores nas costas também podem significar uma hérnia discal crónica que tendencialmente afeta pessoas com idades entre os 35-50. Neste artigo explicamos o que é uma hérnia discal, quais os seus sintomas e os vários tratamentos disponibilizados na Clínica Lambert. 

Hérnias discais são uma das razões mais comuns para dores nas costas. Causadas pelo deslocamento de um dos discos invertebrais – a articulação responsável pelo equilíbrio e solidez da coluna – podem levar situações de dor a alterações neurológicas. 

Dores provoadas pela Hérnia Discal

Este disco tão importante é composto pelo anel fibroso, uma camada protetora à volta do interior gelatinoso chamado núcleo pulposo. O deslocamento acontece,  maioritariamente, graças ao passar dos anos e consequente “uso” desta articulação.  Assim, os discos ficam mais achatados e duros. É um processo que pode começar cedo na vida, sendo possível observar em jovens adultos.

Existem várias formas de hérnias e são classificadas de acordo com a região da coluna que afetam. Por exemplo, a hérnia de disco cervical afeta a região do pescoço, mas a hérnia de disco torácica afeta a região do meio das costas. A mais comum é a  Hérnia de disco lombar, que afeta a região mais baixa das costas

Hérnia Discal: Sintomas

Quando a coluna entra em esforço, o disco protetor pode ser danificado. Se acontecer na zona inferior das costas, este pode entrar em contacto com o nervo mais próximo, o que leva a dores agudas. Outros sintomas de uma hérnia discal podem ser tão variados como: 

Dores: Dependendo da localização da hérnia discal, as dores podem ser transversais a várias partes do corpo, desde os braços às pernas e até ao pescoço. 

Dormência ou formigueiro:  Quando os nervos da coluna são afetados com a pressão criada pela lesão, estes enviam mensagens ao cérebro que resulta na sensação de dormência ou formigueiro. 

Sensação de fraqueza: Os músculos afetados pela hérnia discal estão sob pressão e, por isso, têm menos força. Isto pode levar a uma dificuldade acrescida de realizar tarefas essenciais à vida. 

Hérnia Discal: Diagnóstico

Não obstante, é possível a hérnia discal não apresentar sintomas evidentes e por isso, o diagnóstico passa por duas etapas.

Diagnóstico da Hérnia Discal

Primeiro, realiza-se uma observação dos sintomas físicos que possa estar a sentir. Este teste tem de ser completo, o que significa que, por vezes, será necessário um exame neurológico.  

A segunda fase acontece quando é necessário confirmar o diagnóstico, recorrendo o médico especialista a exames de imagiologia como TAC, Ressonância Magnética ou Raio-x. 

Hérnia Discal: Tratamentos 

Segundo estudos recentes, 90% das pessoas que sofrem de hérnia discal ficam sem os sintomas após 6 semanas. Porém, não há necessidade de sofrer com dores que podem ser debilitantes quando há tratamentos como: 

Medicação: O médico pode prescrever anti inflamatórios ou relaxantes musculares.

Fisioterapia: Os fisioterapeutas da Clínica Lambert ajudam-no com exercícios e sessões vocacionadas para a aprendizagem de  relaxamento dos nervos que fazem pressão nos nervos, levando à melhoria da circulação e relaxamento dos músculos.

Injeções espinhais : Esta é uma injeção direta na coluna que reduz o inchaço e a inflamação no nervo criada pela hérnia discal.  Permitindo uma recuperação mais rápida.

Cirurgia: Em casos muito raros, uma hérnia discal pode levar a uma cirurgia de emergência, mas apenas em último recurso. 

Na Clínica Lambert, temos uma consulta dedicada a problemas relacionados com a coluna.  Esta sub-especialidade de Ortopedia é liderada pelo Dr. Nuno Coutinho, formado em Medicina, no ano de 2001, pela Faculdade de Medicina de Lisboa, e especialista em Ortopedia desde 2010 e pelo Dr. André Barros, também ele ortopedista, cuja sub-especialidade assenta em problemas relacionados com a coluna

Para marcar a sua consulta basta contactar o: +351 217 582 33 ou enviar um e-mail para: info@clinicalambert.pt

Call Now Button