pt
Atendimento Permanente Todos os dias das 08:00-22:00 +351 217 582 336 geral@clinicalambert.pt R. Cordeiro Ferreira 3 1750-071, Lisboa

Descubra os benefícios da Osteopatia nos Bebés

Independentemente de ser rápido ou prolongado, natural ou cesariana, com ou sem recurso a epidural, o nascimento é um acontecimento único. Tal como cada bebé. Contudo, em qualquer parto, o bebé é sujeito a diversas pressões, quer externas, quer internas, que o podem afectar de várias formas. Assim, o trauma do parto nos recém-nascidos pode manifestar-se logo nos primeiros dias de vida e prolongar-se por vários meses ou anos de vida. Em qualquer destes casos, a osteopatia pode ser muito benéfica para os recém-nascidos.

Um bebé pode ser inquieto, por exemplo, por se sentir desconfortável devido aos efeitos do parto. O mesmo acontece no caso de bebés que têm dificuldades de sucção ou que preferem um dos lados durante a amamentação, por não conseguirem rodar a cabeça livremente para os dois lados.

As dificuldades mais comuns sentidas pelos bebés referem-se:

  • à amamentação
  • a dificuldades digestivas
  • ao padrão de sono
  • ao choro
  • ao formato da cabeça
  • a torcicolo congénito

Mas, como se processa uma consulta de osteopatia em bebés?

O osteopata tem interesse em todos os aspectos da saúde do bebé pelo que começará por fazer um histórico detalhado de cada caso. Isso pode incluir perguntas sobre a gravidez e o parto, bem como informações sobre acidentes, infecções e outros desenvolvimentos durante a gestação.

Em seguida, é feita uma avaliação física detalhada que inclui ver todas as articulações do corpo para testar a amplitude de movimento do recém-nascido. Desta fazem também parte o teste de certos reflexos neurológicos, bem como, sentir os tecidos à procura de alterações em qualquer parte do seu corpo.

O osteopata verifica também se existe assimetria ou tensão na pélvis, coluna e cabeça e garante que um bom padrão respiratório é estabelecido.

Por fim, é definido o tratamento osteopático eventualmente necessário. Este é muito suave para o bebé e perfeitamente seguro. Frequentemente, para além da interacção com o osteopata e com os pais, utilizam-se também brinquedos para distrair o bebé durante o tratamento.

Num estudo feito por Clive Hayden* sobre o efeito do tratamento osteopático craniano em bebés, os pais perceberam as seguintes mudanças no comportamento dos seus filhos:

  • Redução do choro causado por cólicas
  • Melhoria do padrão e profundidade de sono
  • Diminuição do estado de  irritabilidade
  • Melhorias no processo de amamentação

Em suma, pode a osteopatia ser benéfica para bebés e recém-nascidos?

A resposta é simples e inequívoca: sim, e muito!

Por isso, se ainda não o fez, pondere marcar uma consulta de avaliação física do seu bebé com o nosso osteopata, João Martins, cujas competências e ampla experiência se estendem dos atletas do futuro aos desportistas já estabelecidos.

Pode fazer toda a diferença no bem-estar do seu bebé e na harmonia familiar ao contribuir para reduzir factores de stress e preocupação tão habituais nos primeiros anos de vida das crianças.

* Clive Hayden é um reputado osteopata a nível mundial, com mais de 40 anos de experiência e cujos conhecimentos em Osteopatia Craniana partilha com outros colegas em pós-graduações da área. O seu interesse particular em osteopatia pediátrica levou-o a realizar uma pesquisa experimental sobre o tratamento osteopático aplicado às cólicas nos bebés, da qual resultou a obra “Understanding Infant Colic”. Fonte:https://www.churchdownosteopaths.co.uk/our-team

Call Now Button