pt
Atendimento Permanente Todos os dias das 08:00-22:00 +351 217 582 336 geral@clinicalambert.pt R. Cordeiro Ferreira 3 1750-071, Lisboa

Como evitar cáries nos dentes?

As cáries são lesões permanentes na zona dura do dente, na qual começam a aparecer pequenos orifícios. Deve-se a, pelo menos, 3 motivos: Uma bactéria em específico, lavar mal os dentes e, claro, o excesso de açúcares adicionados. Neste artigo, a Clínica Lambert vai explicar tudo o que precisa de saber sobre um dos problemas de saúde mais comuns da população mundial e como o evitar.

Como evitar cáries nos dentes é uma pergunta com várias respostas. Apesar de ser um dos problemas de saúde mais comuns , não deixa de ser incomodativo e de levar a situações de dor, desconforto e, até, de estigma social. 

As pessoas mais em risco de terem este problema dentário são bebés, adolescentes e idosos. Porém, a realidade é a seguinte: desde que tenhamos dentes, há risco de ter uma  cárie. 

O melhor a fazer, para além de ter uma higiene dentária cuidada e visitar frequentemente o seu médico dentista, é saber quais são os sintomas, as principais causas e, claro, os tratamentos disponíveis. 

Vamos, então, começar por explicar:  O que é uma cárie? 

 Uma cárie é uma lesão permanente na superfície dura dos dentes.  Ao princípio, uma cárie pode passar despercebida, pois o aparecimento de sintomas depende do tamanho da mesma e de onde esta se encontra.

Isto pode levar a situações de risco, já que o aumento gradual das cáries transforma uma “simples” lesão, em dores intensas, infecções e, por fim, à perda de dentes. 

Assim sendo, a melhor defesa, para além de consultas de rotina no dentista e aprender a lavar bem os dentes, é o conhecimento. 

Quais são os principais sintomas das cáries?

A melhor forma de saber como evitar o aparecimento de cáries é saber quais são os principais indícios deste problema de saúde. As cáries são, ao início, lesões silenciosas. Os sintomas dependem sobretudo da zona do dente afetada e do grau de penetração da cárie, sendo que com o passar do tempo, a tendência é sempre um agravamento dos mesmos 

O mais habitual e comum são as dores de dentes espontâneas. Se estas começarem sem razão aparente, como um trauma, então é recomendado ir ao dentista o mais rápido possível. 

Todavia, há outras manifestações menos óbvias, como a extrema sensibilidade dentária. Por exemplo, ao comer um gelado, beber uma bebida açucarada ou, até, consumir uma refeição quente. 

Visualmente, também pode procurar, nos seus dentes, indícios de cáries dentárias. Não nos podemos esquecer de que estas são lesões na superfície dura. Ou seja, criam erosão dentária. Tenha atenção a manchas de tons castanhos ou mais escuros nesta zona, pois podem ser cáries. 

Mas o que leva a cáries nos dentes? 

Como evitar cáries nos dentes é saber as causas. 

Há três grandes causas de cáries nos dentes, tal como foi indicado inicialmente.

A principal bactéria é a Streptococcus mutans. Esta torna-se mais ativa nos momentos em que há grandes quantidades de açúcar na boca, levando à criação de placa bacteriana. 

Já a placa bacteriana é o que leva à destruição gradual dos dentes, fazendo as pequenas fissuras descritas quando nos referimos a cáries dentárias. Assim, a bactéria ataca mais camadas do dentes e, por consequência, piora a situação. 

É neste momento que a bactéria chega à circulação sanguínea. Por sua vez, não havendo mais local para expandir a lesão – toda a região foi afetada -, a dor pode mesmo passar para o osso do maxilar. 

No entanto, é de realçar o seguinte: o consumo de açúcares adicionados, por si só, não é suficiente para causar uma cárie. Muitas vezes, este comportamento vem acompanhado de uma higiene oral deficiente

Ou seja, não lavar os dentes (ou lavar mal) e a infrequente passagem do fio dentário remetem para uma maior acumulação de comida nos dentes. Assim, há mais espaço para a bactéria se desenvolver e, claro, criar cáries nos dentes. 

Evitar cáries dentárias está, então, ligado aos hábitos individuais. Por isso, a Clínica Lambert deixa-lhe em baixo algumas ações que deve realizar para evitar esta lesão tão incómoda. 

Prevenir as cáries dentárias

Apesar de existirem factores, como ter as defesas em baixo, no qual é muito difícil evitar a criação de cáries, há formas de melhorar a nossa higiene oral e diminuir a possibilidade de contrair esta lesão. O mais indicado é seguir a Ordem dos Médicos Dentistas, que recomenda 2x2x2

Ou seja, 

  • Escovar os dentes duas vezes por dia com um dentífrico fluoretado;

Esta simples atividade é a base da higiene bucal. Com a escova, sempre com movimentos suaves e circulares, chegando a todas as áreas da boca, é aquilo que se deve fazer, no mínimo, menos duas vezes ao dia. No entanto, a escova não consegue passar no espaço entre os dentes com tanta minúcia como o fio dentário, pelo que se aconselha a sua utilização também duas vezes ao dia. Use-o em todos os dentes para retirar os restos de comida em excesso e melhorar a sua saúde bucal. 

  • Escovar os dentes durante dois minutos;

            Ou o tempo de cantar os parabéns, é o tempo necessário para chegar a todas as áreas da sua boca. 

  • E consultar um médico dentista regularmente, duas vezes por ano.

Mesmo pessoas com os melhores hábitos dentários podem estar em risco de sofrer com cáries. Desta forma, o melhor a fazer é visitar, com regularidade,  este especialista, para acompanhar e ver, de imediato, todos os seus problemas de saúde bucal. 

Apesar de não ser referido na técnica 2x2x2. evitar snacks com açúcares adicionados como bebidas com açúcar, bolos ou doces é essencial para a saúde dentária, já que são os alimentos favoritos da bactéria causadora de cáries. Pela sua saúde geral, o melhor a fazer é trocar esses lanches por fruta ou por outro alimento. 

Possíveis complicações das cáries dentárias 

Como já vimos, estas lesões são prejudiciais à nossa saúde em geral. Não só dão dor, como dificultam a ingestão de alimentos e, quando chega o momento da perda de dentes, podem ser uma fonte de estigma social. 

Mas a pior situação pode mesmo ser o desenvolvimento de abscesso bucal. Esta é uma emergência médica e precisa de envolvimento imediato do dentista. Este acumular de pus na boca é causado pela infecção e pode levar a situação de risco de vida.  

Quando ver um dentista? 

Mesmo quando não temos sintomas, devemos visitar o dentista regularmente. Na Clínica Lambert, não só temos uma excelente equipa de medicina dentária, como também há uma enorme variedade de consultas para todas as suas necessidades. 

Venha ter um sorriso mais saudável: pode visitar-nos ou, então, ligar para o +351 217 582 336 ou enviar um e-mail para info@clinicalambert.pt.

Call Now Button